34 year old Australian born photographer Nick Prideaux instantly became one of our new favorite artists to follow.

Originally from Byron Bay, Nick completed his degree in Film Production and Screenwriting and discovered his passion for film photography, which led him to work as a freelance artist in Melbourne, Beijing, and Tokyo, before settling down (for now) as a freelance documentary-style photographer in Bangkok.

When asked how everything started for him, Nick replied “I studied photography in high school and one of my first jobs out of school was working in a Kodak photo lab. When I was in university, I began taking photo’s in between film/video projects as it was a nice creative outlet for me and I enjoyed the spontaneity of it. I soon found myself picking up my still camera instead of my video camera and really it just went from there”.

After five years of living in Tokyo, Nick felt like his time there had come to an end and decided to scout Bangkok on a four-day trip, ending up moving there two months after.

When it comes to his photography – “I approach photography with a ‘less is more’ attitude, I try not to overthink things when I shoot. Simplicity above all else. Photography has always been the easiest way for me to translate who I am and how I see the world. It’s through the little fleeting moments in life that I try to capture, the space between everything”.

Take a look at Nick’s work above, check his website out, and follow him on Instagram to keep up with his news.

Nick Prideaux, fotógrafo Australiano de 34 anos, tornou-se instantaneamente num dos nossos novos artistas favoritos para seguir.

Originalmente de Byron Bay, Nick acabou o seu curso em Produção de Filmes e Escrita de Guiões e descobriu a sua paixão pela fotografia, que o levou a trabalhar como freelancer em Melbourne, Pequim, e Tóquio, antes de assentar (por enquanto) como fotógrafo estilo documentário freelancer em Bangkok.

Quando lhe perguntámos como tudo começou para ele, Nick respondeu “estudei fotografia no secundário e um dos meus primeiros empregos quando acabei a escola foi a trabalhar num laboratório fotográfico da Kodak. Quando estava na universidade comecei a tirar fotos entre projectos de filme/vídeo e era um escape criativo bom para mim e gostava da espontaneidade do mesmo. Não demorou muito até dar por mim a pegar na minha máquina fotográfica em vez da minha câmara de vídeo e tudo seguiu a partir daí”.

Depois de cinco anos a viver em Tóquio, Nick sentiu que o seu tempo ali tinha chegado ao fim e decidiu explorar Bangkok numa viagem de quatro dias, acabando por se mudar para lá dois meses depois.

No que toca à sua fotografia – “eu abordo a fotografia com uma atitude ‘menos é mais’, tento não pensar demasiado nas coisas quando fotografo. Simplicidade acima de tudo. A fotografia sempre foi a maneira mais fácil para mim de traduzir quem sou e como vejo o mundo. É através dos pequenos momentos efémeros da vida que eu tento captar o espaço entre tudo”.

Dêem uma olhada ao trabalho do Nick em cima, vejam o seu site, e sigam-no no Instagram para se manterem a par das suas novidades.